Convento de São Domingos no Porto (6)

«Pedro, pola paciencia de Deos, Bispo do Porto, a todos os moradores deste nosso Bispado, assi Ecclesiasticos, como Seculares, saude, e acrecentamento em bem fazer. Sabereys que nós recolhemos nesta nossa Cidade para morarem nella, aos Frades Prégadores, com consintimento e gosto dos Conegos, e de todos os Cidadaons, tendo por certo que sua companhia há necessaria, e há-de ser de proveito temporal, e espiritual para todos os moradores da cidade e Bispado. Pela qual rezão, visto como os Religiosos não possuem nenhuma cousa de proprio, nem podem compor sua Igreja, e fabricar as casas, de que tem necessidade, sem vossa e minha ajuda, rogamos-vos a todos, e em remissão de nossos peccados, vos encarregamos, que mostreis com elles facilidade, e devoção, assi em os ajudar a cortar, e ajuntar a madeyra, como no carreto da pedra necessaria para a obra, conforme aquillo: Pera si edifica, quem a Deos faz casa. E por tanto confiando nós plenissimamente na misericordia de deos a todos aquelles que fielmente lhes acudirem no colher da madeyra, e carregar da pedra: ou lhes derem por si, ou por outrem, hum dia de trabalho na obra, concedemos quarenta dias de perdão das penitencias que lhe forem impostas. Dada no Porto a 6 de Março da era de 1276 (1238 de Cristo)Valha por tempo de dois annos

in História de S. Domingos, por Fr. Luís de Sousa

1ª Regra da Ordem Terceira de São Domingos (1285)

BULA DE CONFIRMAÇÃO

EUGÉNIO, BISPO

Servo dos Servos de Deus

PARA PERPÉTUA MEMÓRIA

Pertence à solicitude do nosso cargo velar pela segurança e conservação de todos os direitos. É por isso que, visto o teor de certas cartas de Inocêncio VII, inseridas na colecção das suas Actas e a instâncias que nos foram dirigidas por parte dos nossos bem-amados filhos os Irmãos e Irmãs da Ordem dos Irmãos Pregadores, vulgarmente chamada da Penitência de S. Domingos, estabelecida na nossa cidade de Eugubio, e desejoso de satisfazer as razões de utilidade que lhes fazem desejar vivamente esta publicação, fizemos transcrever palavra por palavra e anexar às presentes, segundo o pedido dos Irmãos e Irmãs acima referidos, estas mesmas letras que se seguem: Continuar a ler