Madre Maria Emília de Nossa Senhora do Rosário

8 de Agosto de 1882 — Das 10 para as 11 horas da noite falece no Convento das Dominicas a madre Maria Emília de Nossa Senhora do Rosário, vigária in capite do mesmo convento, em que professara a 1 de Janeiro de 1827, ficando, com a morte desta senhora, a existir só duas professas deste convento. Foi sepultada no dia 10 no cemitério municipal, depois dos respectivos ofícios celebrados na igreja do convento.

Fonte: Efemérides Vimaranenses, de João Lopes de Faria, manuscrito da Biblioteca da Sociedade Martins Sarmento.

Anúncios

Escritura Capela Ordem Terceira em Guimarães

21 de Agosto de 1742 — Por escritura na nota de Jerónimo Luís Machado, os frades de S. Domingos concedem licença à sua Ordem Terceira para edificar capela junto do convento conforme a provisão régia que para isso tinha e de parte a parte estabelecer as condições em que a Ordem Terceira deveria celebrar os actos na nova capela.

Fonte: Efemérides Vimaranenses, de João Lopes de Faria, manuscrito da Biblioteca da Sociedade Martins Sarmento.

Procissão em Guimarães

28 de Agosto de 1853 — A Ordem 3ª dominicana fez uma grande procissão com as imagens de Santa Rosa, Santo Afonso, S. Domingos e S. S. Coração de Maria, levando muitas figuras da sagrada escritura e coros de música, vindo incorporar-se nela a mesa da Ordem Terceira da Trindade, do Porto, a qual franqueou o seu riquíssimo pálio, que foi conduzido na procissão por cónegos da Insigne e Real Colegiada, vestimentas de andores, etc. o povo era muitíssimo, estava tudo embandeirado e as janelas endamascadas.

Fonte: Efemérides Vimaranenses, de João Lopes de Faria, manuscrito da Biblioteca da Sociedade Martins Sarmento.

Ordens e irmandades em Guimarães (1879)

Em «Apontamentos para a sua História – ORDENS, CONFRARIAS, IRMANDADES E ASSOCIAÇÕES», pelo Padre António José Ferreira Caldas, 2.ª Edição, Guimarães, CMG/SMS, 1996, parte I, pp. 80/90, são referidas as diferentes Ordens, confrarias e irmandades existentes na cidade de Guimarães, em 1879, entre as quais:

«Ordem terceira de S. Domingos, na sua capela; 2:511 associados; alfaias 3:200$000; fundado: em inscrições 300$000, papéis de crédito 18:774$855; bens imóveis 5:000$000, capital mutuado 30:130$000, dívidas activas 61:327$490.»

«Irmandade de Nossa Senhora do Terço, em S. Domingos; 62 associados; fundada a 8 de Janeiro de 1672; alfaias 20$000; capital 4:259$977.»

distribuindo a primeira: «Ordem Terceira de S. Domingos 10 mantas aos pobres da freguesia de S. Paio no dia 2 de Novembro. Instituição do rev. Francisco Luís Fernandes. 10$000 réis às velhas do albergue de Santa Margarida – sendo 5$000 réis para elas e 5$000 réis para a fábrica do albergue. Instituição do mesmo. 5 broas de pão a pobres terceiros, distribuídas à porta do hospital em quinta-feira santa. Instituição do rev. António José Lisbão. 5$000 réis aos pobres terceiros, distribuídos em segunda-feira santa. Instituição do padre Francisco António Peixoto de Lima. 5$000 réis a 20 terceiros pobres, segundo a instituição de D. Maria Rita de Freitas do Amaral e Melo. Ensino primário a 5 meninas órfãs, da freguesia da Senhora da Oliveira. Instituído pela mesma.»

Confraria de São Domingos em Guimarães

«Não se conhece data nem os mentores da sua fundação, mas a existência deste património, que normalmente, demoraria muito a constituir-se, sobretudo em tempo de crise, como foram os séculos XIV-XV, aconselha a situar a sua origem em tempos bastante remotos aos princípios do século XIV ou mesmo aos finais do século XIII. O seu ocaso verificou-se nos finais do século XVI, com a incorporação do património descrito na Misercórdia vimaranense.»

José Marques, in ««A Confraria de S. Domingos de Guimarães (1498)»», pág. 33, Porto, 1984, Separata da «Revista da Faculdade de Letras – História»

BMP – K3-3-124(4)

Ordem Terceira em Guimarães

“A Ordem Terceira de S. Domingos de Guimarães, fundada em 1720, e ainda existente (…)”José Marques, in “A Confraria de S. Domingos de Guimaraes (1498″Porto, 1984, Separata da “Revista da Faculdade de Letras – História”Cota BMP: K3-3-124(4)