Criação da Paróquia de Cristo-Rei (Porto) – 1

DOCUMENTO HISTÓRICO*

Fazemos saber que, tornando-se conveniente criar uma nova Paróquia com sede na Igreja do Convento dos Reverendos Padres Dominicanos à Praça D. Afonso V, desta cidade do Porto, tendo sido solicitada a sua criação por muitos fiéis que frequentam aquela Igreja;

Considerando que a comunidade dos Padres Dominicanos deseja a criação da mesma paróquia, com sede na sua Igreja;

Considerando que este Centro de Culto e piedade desenvolve uma acção intensa na zona circunvizinha;

Consultados o Conselho Presbiterial da Diocese, a Junta de Coordenação Pastoral, a Comissão de Infra-Estruturas Pastorais e os párocos de Aldoar, Foz do douro, Lordelo do Ouro, Nevogilde, Ramalde e Senhora da Ajuda,

HAVEMOS POR BEM criar, nesta cidade do Porto a paróquia experimental de CRISTO-REI, com sede na Igreja do Convento dos Padres Dominicanos, à Praça D. Afonso V, que terá, na forma provisória presente, os seguintes limites:

NORTE:  – Avenida da Boavista, desde a confluência da Avenida Marechal Gomes da Costa, descendo até ao Caminho Fundo, também chamado Caminho POENTE: Caminho Fundo ou Caminho Velho até à Rua de Fez; daqui até à Rua do Crasto; Rua do Crasto até à projectada Avenida Nun’Àlvares Pereira  (de Cima); projectada Avenida Nun’Àlvares Pereira (de Cima) até à Praça do Império;

SUL: Linha recta que divide a Praça do Império, desde a projectada Avenida Nun’Àlvares Pereira (de Cima) até à projectada nova Avenida que sai da Praça do Império a norte da Rua Diogo Botelho; nova Avenida projectada até à confluência da Rua do Carvalho; desta confluência por uma linha imaginária até ao início da Rua João Rodrigues Cabrilho e Rua João Rodrigues Cabrilho;

NASCENTE: Rua de Gil Eanes; Rua D. João de Castro e Avenida Marechal Gomes da Costa até à confluência com a Avenida da Boavista.

Os limites são rigorosamente pelos eixos das avenidas ou ruas, com excepção da Avenida do Marechal Gomes da Costa, na parte compreendida entre a Rua D. João de Castro e a Avenida da Boavista, que ficará a pertencer à paróquia de Cristo-Rei;  e o prédio da Avenida da Boavista nº2856 (Colégio de Nossa Senhora do Rosário), que pertence à paróquia de Lordelo do Ouro e que passará a pertencer à nova paróquia experimental.

Porto, CASA EPISCOPAL, aos 2 de Fevereiro de 1979, Festa da Apresentação do Senhor.

E eu, Padre Artur Martins da Silva, Escrivão da Câmara Eclesiástica, a subscrevi.

ANTÓNIO, BISPO DO PORTO

* in «Voz de Cristo-Rei», nº2, Dezembro de 1980

Anúncios