Ordens e irmandades em Guimarães (1879)

Em «Apontamentos para a sua História – ORDENS, CONFRARIAS, IRMANDADES E ASSOCIAÇÕES», pelo Padre António José Ferreira Caldas, 2.ª Edição, Guimarães, CMG/SMS, 1996, parte I, pp. 80/90, são referidas as diferentes Ordens, confrarias e irmandades existentes na cidade de Guimarães, em 1879, entre as quais:

«Ordem terceira de S. Domingos, na sua capela; 2:511 associados; alfaias 3:200$000; fundado: em inscrições 300$000, papéis de crédito 18:774$855; bens imóveis 5:000$000, capital mutuado 30:130$000, dívidas activas 61:327$490.»

«Irmandade de Nossa Senhora do Terço, em S. Domingos; 62 associados; fundada a 8 de Janeiro de 1672; alfaias 20$000; capital 4:259$977.»

distribuindo a primeira: «Ordem Terceira de S. Domingos 10 mantas aos pobres da freguesia de S. Paio no dia 2 de Novembro. Instituição do rev. Francisco Luís Fernandes. 10$000 réis às velhas do albergue de Santa Margarida – sendo 5$000 réis para elas e 5$000 réis para a fábrica do albergue. Instituição do mesmo. 5 broas de pão a pobres terceiros, distribuídas à porta do hospital em quinta-feira santa. Instituição do rev. António José Lisbão. 5$000 réis aos pobres terceiros, distribuídos em segunda-feira santa. Instituição do padre Francisco António Peixoto de Lima. 5$000 réis a 20 terceiros pobres, segundo a instituição de D. Maria Rita de Freitas do Amaral e Melo. Ensino primário a 5 meninas órfãs, da freguesia da Senhora da Oliveira. Instituído pela mesma.»

Anúncios