Abel Ventura do Céu Faria

UM POUCO DE HISTÓRIA

A 2 de Julho de 1942 falecia em Aldeia Nova, Olival, o Revº Pe. Abel Ventura do Céu Faria, pároco da freguesia de Arrabal, Diocese de Leiria. Há muito que este sacerdote pensava em oferecer a sua residência a uma ordem Religiosa. Laços especiais o prendiam à Ordem de São Domingos: era sobrinho de uma religiosa dominicana, que ainda vive, irmão de duas outras e do conhecido irmão converso Fr. José Maria, a quem, um dia, nos havemos de referir aqui demoradamente, e tio de seis dos nossos religiosos. Já próximo do seu fim, quis ser ele admitido na Ordem Terceira e amortalhado com o hábito dominicano. Naturalmente foram estes os motivos que o determinaram a legar à Ordem Dominicana a sua casa da aldeia nova.
Este legado veio resolver um dos principais problemas que nos levaram a adiar a abertura do Seminário – falta de casa. Estudadas as possibilidades, resolveu-se, no verão de 1943, aproveitar esta casa para instalação provisória do Seminário Dominicano. Fizeram-se algumas obras que alargaram a casa de modo a receber 40 alunos e a 13 de Janeiro de 1944 procedia-se à inauguração do Seminário. A cerimónia não podia ser mais modesta: apenas assistira o Revº Pe. Vigário Provincial, Pe. Tomás Maria Videira, a quem se deve o principal desta obra, os reverendos párocos vizinhos e o pessoal da casa. Benzeu-se a escultura do Imaculado Coração de Maria que devia ficar na Capela a presidir aos destinos do Seminário.

in, «O Facho», nº5 outubro de 1947)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: