Fraternidade do Porto – I

A história do renascimento desta Fraternidade não é possível de estabelecer com clareza por falta de documentos. No entanto, sabe-se que Carolina Melo e Faro foi uma das suas primeiras irmãs, dando conta desse facto e de um pouco das actividades desenvolvidas pela Fraternidade Feminina do Porto entre esse período e 1938 num relatório (ver revista “Rosa Mística” nº11), apresentado no primeiro congresso da Ordem Terceira realizado em Portugal.

Temos assim que mensalmente, e desde 1917, se realizariam reuniões onde “para além da instrução que recebemos, temos umas horas de convívio que pode contribuir para a união das nossas irmãs”, resume assim aquela irmã.“Era pouco estas horas de mês a mês para estreitar laços de família”. Passaram, a partir de Novembro de 1924, a reunir-se semanalmente “nas quais, além de buscarmos em boas leituras conhecimentos que nos criasse o verdadeiro espírito dominicano, utilizássemos as nossas aptidões femininas, produzindo trabalhos, cujo produto iria prestar auxílio a essa grande obra, o Seminário Dominicano.” Tais trabalhos permitiram enviar um generoso contributo para o referido Seminário, em 1927 e custear a edição de um livro “de grande valor espiritual” em 1930, embora não seja indicado o seu título. Em 1937, contando com 59 membros, continuavam a realizar-se as reuniões mensais e a Fraternidade tinha a seu cargo os seguintes tarefas apostólicas: A Administração da Revista “Rosa Mística”; o Rosário Perpétuo; a Liga Apostólica; uma Biblioteca de Assinatura;

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: