A Ordem Terceira

1. A Restauração da Ordem em Portugal passou por várias vicissitudes.

Foi o Senhor Padre Manuel Rosa Frutuoso, sacerdote diocesano do Patriarcado que, ao ler a Vida de S. Domingos de autoria do Padre Lacordaire, teve a feliz ideia de entrar na Ordem, para depois restaurar na nossa Pátria à maneira de Lacordaire em França – a Ordem do Patriarca S. Domingos, extinta em Portugal havia quase um século.

 

2.O Senhor Padre Manuel Rosa Frutuoso tomou o hábito da Ordem e recebeu o nome de Domingos, em 15 de Outubro de 1893, em Saint Maxim (Var) França, no Convento de Stª Maria Madalena. Regressou a Portugal em 1897. Dedicou-se a vários ministérios, sobretudo ao da pregação.

 

Nas suas pregações lançou as bases da Ordem Terceira. No Congresso que houve em Fátima, em 1951, esteve presente uma senhora que tinha sido admitida pelo Senhor Padre Domingos, em 1905 (“Facho” de Outubro de 1951). A Revolução de 1910 fê-lo sair do País. Depois, mais tarde, foi nomeado Bispo de Portalegre (ver “O Fracho” de Agosto de 1949).

 

3.Entretanto, um outro sacerdote diocesano – do Algarve – entra na Ordem. Chamava-se Padre José Lourenço. Tomou o hábito na Bélgica, e ali passou alguns anos a estudar. Regressou a Portugal em Março de 1916, e instalou-se no Porto. Ali começou o apostolado da palavra de Deus sob todas as formas: conferências, sermões, tríduos, missões, retiros, etc., etc. Foi naquela cidade que o Padre José Lourenço lançou as bases da nossa Ordem Terceira, em Portugal. Começou a publicar alguns folhetos sobre vários assuntos, entre eles a Regra da Ordem Terceira, com a data de 10 de Novembro de 1916. À medida que ia percorrendo o País, admitia, aqui e acolá, algumas pessoas.

 

4.Em 1930 veio de França para Portugal, como Vigário Geral da Ordem, o Senhor Padre Pio Jougla, dominicano da Província de Toulouse. Em 8 de Novembro de 1932, este Religioso enviou ao Revº. Mestre Geral de então, o primeiro relatório da Ordem Terceira, assim formulado:

a) Grupos já constituídos:Coimbra – Braga – Portalegre – Porto – Elvas – Guimarães – Avanca, com um total de 180 membros.

 

b)Grupos em Formação:Guarda – Vila de Rei – Leiria – Santarém, num total de 43 membros.

 

c)Terceiros individuais:Eclesiásticos, 17, leigos dos dois sexos, 159. Um total de 176.

Lia Madeira, in "A Ordem Terceira em Portugal", Edição da Fraternidades Leigas de São Domingos, Porto, 2003

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: