Procissão

in “Flores de S. Domingos“, Ano V, Agôsto de 1939, nº 52

No dia dos Fiéis Defuntos, a Ordem Dominicana, celebra nos seus conventos uma procissão solene, logo depois da missa de Requiem. Se o convento tem cemitério próprio a procissão vai até lá. Senão faz-se no claustro, simplesmente.

A procissão segue o curso ordinário. Vai um irmão à frente levando a água benta e aspergindo os lugares onde se passa; depois a comunidade, começando pelos leigos e os mais novos. Fecha o cortejo o Prior, com o seu diácono e sub-diácono.
Se houver cemitério, canta-se junto das campas o Evangelho segundo S. João, c. II:
– Naquele tempo, disse Marta a Jesus: Senhor se houveres estado aqui, meu irmão não teria morrido; mas também agora sei que tudo o que pedires a Deus, Deus to concederá. Respondeu-lhe Jesus: Teu irmão ressuscitará. Marta disse-lhe: Eu sei que ha-de ressuscitar na ressureição que haverá no último dia. dise-lhe Jesus: Eu sou a ressureição e a vida; o que crê em mim não morrerá eternamente. Crês nisto? Ela lhe respondeu: Sim, Senhor, eu creio que tu és o Cristo Filho de Deus vivo, que vieste a este mundo.

Diálogo comovente sôbre a campa dos religiosos defuntos.
Depois o padre canta esta bela oração, apelando para todos os santos da Ordem, para tôda a família domincana do ceu, a favor da familía domincana do Purgatório.

“Senhor Deus Nosso, aceitai como expiação pela almas dos vossos servos e servas que foram nossos Irmãos e Irmãs, a oração da Santa Mãe de Deus, Maria sempre Virgem, e a do Bemaventurado Domingos, nosso Confessor e nosso Pai, e dos Benaventurados Pedro, João, Pio, António, Tomás, Vicente, Jacinto, Raimundo, Luís, Catarina, Rosa, Inês, Catarina e de todos os vossos santos, com as humildes e piedosas súplicas da vossa família aqui presente, a fim de que eles obtenham, como vo-lo pedimos, o perdão de todos os seus pecados. Não permitais que sejam atormentados pelas chamas do inferno esses que foram resgatados pelo Sangue Precioso de Vosso Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo”.
O céu parece abrir-se por sôbre essas campas familiares. A união da família dominicana é perfeita sob o manto da Sua Rainha, a Virgem Maria que sorri a todos os seus filhos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: